Hotel Del Fiol apresenta revitalização e o espaço gastronômico “Matriz26”

“Soft opening” inicia projeto de interação entre hóspedes e público local

11393
Cassiano Sinisgalli, Maria José Vieira de Camargo, Raul Del Fiol, Fábio Rogério Vieira e Roberto Fialho
Publicidade

O Hotel Del Fiol, referência na hotelaria tatuiana, anunciou na terça-feira, 26, o início de nova fase. Após passar por grande reforma, apresentou as novidades por meio do chamado “soft opening” (expressão usada para definir o pré-lançamento), antecipando-se à reinauguração definitiva.

O evento também marcou o lançamento do “Matriz26 Steakhouse”, apresentado como uma grande novidade para o público de Tatuí e região, pois, além de atender aos hóspedes, receberá o público externo com um cardápio gastronômico especializado em grelhados.

Para celebrar a nova etapa, a direção organizou um coquetel, seguido de coletiva de imprensa e finalizado com um jantar no novo restaurante. Participaram do evento representantes da imprensa, os gestores do empreendimento, a prefeita Maria José Vieira de Camargo, o ex-prefeito e ex-deputado Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, o secretário da Cultura, Turismo, Esporte, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli, e o chefe de gabinete do Executivo, Christian Pereira de Camargo.

De acordo com o gerente-geral do Del Fiol, Fábio Rogério Vieira, que está no hotel há 34 anos, a estratégia de “soft opening” deve durar de 30 a 60 dias, até que seja marcada a data da reinauguração oficial.

“A ideia é comum no meio hoteleiro, como uma forma de avisar o mercado de que as atividades iniciaram, porém, funciona como uma forma de teste, já prevendo que, neste tempo, poderá haver alterações e melhorias até lançarmos oficialmente o empreendimento”, explicou.

Publicidade

A operação em “soft opening” começou na quarta-feira, 27. Mesmo não tendo sido fechado durante a reforma, que agregou também 22 novas acomodações ao hotel, a expectativa da direção é de que, neste período, o meio de hospedagem, continue sendo aprimorado.

“Cercamos-nos de profissionais e consultores de gabarito para que este período de pré-lançamento chegue o mais perto possível de uma operação padrão, mas ainda vamos melhorar”, garantiu o gerente.

O Del Fiol está em Tatuí desde 1936 e é, atualmente, uma das empresas mais antigas e tradicionais da cidade. “Ao longo dos anos, o empreendimento hoteleiro vem se reinventando, aprimorando e buscando novas tecnologias e ferramentas para oferecer a melhor opção de hospedagem”, reforça Vieira.

Conforme ele, o empreendimento já passou por diversas reformas, porém, a atual revitalização é a maior realizada até o momento. As novas mudanças envolvem desde a estrutura física do prédio até os conceitos visuais e de atendimento em hospedagem.

A idealização da nova fase começou em 2013, buscando entender as transformações do mercado, tendências, tecnologias e comportamentos que formariam os novos panoramas do turismo.

Neste processo, a diretoria iniciou um projeto de transformação total do hotel, “formatando uma nova operação, apoiada por gastronomia, arquitetura e experiências exclusivas aos hóspedes e moradores de Tatuí e região”.

Dentro de tantas mudanças, a identidade visual do hotel e do restaurante foram redesenhadas, alinhadas com as tendências atuais no comportamento dos consumidores. Até o período da inauguração, a nova identidade de ambos será levada ao mercado, culminando na festa de inauguração, com data a ser definida.

Entre os profissionais que idealizaram o projeto de reformulação para a nova fase do Hotel Del Fiol, estão os arquitetos Roberto Fialho e Valéria Santos Fialho, diretores da Nave Arquitetos. Eles trabalharam todo o conceito imaginado pelos proprietários do hotel, junto com o gerente-geral.

O projeto arquitetônico contempla um lobby “hiperconectado” à internet, com opções para os hóspedes trabalharem, relaxarem, divertirem-se, além de um bar e restaurante funcionando junto ao hotel para atender ao público da cidade e aos turistas.

Os quartos foram projetados para maximizar o conforto do hóspede em cada detalhe, incluindo espelhos de aumento, secador, smart TVs, frigobar com opções nacionais e importadas e “room service”.

A arte de acolher é representada nos pequenos detalhes e nas escolhas, como espelhos maiores nos banheiros, iluminação e um treinamento intenso da equipe de atendimento, tanto das áreas de alimentos e bebidas, quanto de todos os demais serviços do hotel.

Uma das mudanças mais apontadas pelos gestores é o desafio em transformar o hotel em um ponto de encontro. Nesta nova fase, o Del Fiol quer atender não somente aos hóspedes, mas estar aberto aos visitantes, que podem usufruir da música e de um espaço confortável no lobby, ou degustar a gastronomia do novo restaurante.

Ainda segundo o gerente, a reforma teve como principal objetivo fazer com que o hotel e o restaurante sejam integrados à cidade.

“Queremos que as famílias venham para almoçar, jantar, degustar um chá da tarde, conversar aqui no nosso lobby, usar nossa internet, tomar uma água mineral, uma bebida, um café e experimentar a nossa gastronomia, que é um produto à parte”, garantiu.

O projeto do lobby complementa a ideia de aproximar a população aos hóspedes no espaço interno. “Quem olha o hotel do outro lado da Praça da Matriz, vê uma parede toda envidraçada e enxerga o lobby; da mesma forma, quem está no lobby consegue ver a praça inteira, os bancos as pessoas sentadas. Existe uma conectividade, uma interatividade. Esta é a proposta da hotelaria moderna”, exemplifica Vieira.

O hotel tem uma temática musical, valorizando a cultura da cidade, conhecida como a “Capital da Música”. O elemento norteou todos os profissionais envolvidos na revitalização do espaço, com o objetivo de ser um atrativo a mais no meio de hospedagem.

De forma sutil, a música permeia, ainda, todos os espaços do hotel, seja em coquetéis autorais do Matriz26, nas playlists musicais que animam o bar, lobby e restaurante, no logotipo do hotel, no cardápio, nos detalhes arquitetônicos e na decoração, que já conta com um piano profissional. O instrumento pode ser tocado por hóspedes e visitantes.

“Quando nós pensamos no edifício, queríamos que a estrutura remetesse ao ritmo da música, mas de uma forma que não ficasse cenográfico, para não parecer um cenário de mentira. Assim, temos alguns elementos formais que remetem ao conceito do hotel, a história da cidade, mas sem ficar enjoativo”, explicou a arquiteta Valéria Fialho.

Para manter a tradição de excelência na alta gastronomia, a chef Paula Labaki e a consultora Fernanda Pinheiro executaram o planejamento do Matriz26. Conforme Fernanda, a oferta gastronômica inclui a valorização dos ingredientes, da produção e dos sabores locais.

“Tanto eu quanto a Paula temos excelência em gastronomia brasileira, conhecemos a fundo a cultura variada deste país. Essa região é riquíssima, e pretendemos valorizar os produtores locais, trazendo as melhores sensações para os nossos clientes”, apontou.

Para unir todos estes elementos, o gerente-geral do hotel trabalhou com Felipe Martyn, da Polaris, uma empresa especializada em criar experiências aos hóspedes, conceitos e novos produtos e serviços no mercado hoteleiro.

Conjuntamente com os proprietários do hotel, Raul Antônio Del Fiol e Eliza Del Fiol Manna, eles construíram um “conceito”, para a revitalização, alinhado com a música, tendo como eixo central o tema: “Hotel Del Fiol – uma sinfonia de experiência ao hóspede”.

“Trabalhamos para conseguir ter um hotel musical e de portas abertas para a cidade. Quem nos visitar terá um encontro com uma arquitetura moderna, interativa, lúdica e dinâmica, além de vivenciar uma valorização de Tatuí como a Capital da Música e prestigiar os sabores regionais. Esta foi a nossa proposta”, explicou Martyn.

A interatividade se sobressai em todos os detalhes. Até a reinauguração, cada quarto terá em uma das paredes, acima da cama, partituras de uma determinada música e um “QR code”, que levará o hóspede, por meio do smartphone, ao aplicativo “Spotfy”, pela qual a composição será reproduzida.

A história da música em Tatuí confunde-se com a do próprio hotel. Tio de Raul, o conhecido João Del Fiol teve a ideia, dentro do hotel, da concepção de um conservatório de música na cidade.

“Meu tio teve essa ideia aqui dentro do hotel, e discutiu essa questão com os políticos da cidade, que se reuniam aqui. Eles abraçaram a ideia e levaram as questões legais adiante, até que o Conservatório fosse construído”, contou.

O sócio-proprietário ressaltou que o hotel tem uma ligação muito grande com a história da cidade e que o empreendimento já foi palco de momentos memoráveis para os tatuianos.

Alguns foram resgatados com emoção pelo empresário, no encerramento do evento. Del Fiol fez questão de relembrar que nascera no hotel e vivera nele até aos 18 anos.

A tradição da empresa familiar é mantida desde a fundação do hotel, assim como o cuidado com o cliente. “Nosso slogan é: ‘Há 82 anos fazendo amigos’, e é exatamente isso que estamos fazendo todo esse tempo”, comentou o empresário.

“Meus pais, que geriram o hotel por 50 anos, sempre passaram o sentimento de que é preciso entender o hóspede, seja ele quem for. Cada um tem o direito de ser bem atendido e sair daqui satisfeito”, concluiu Del Fiol.

O hotel Del Fiol está aberto ao público das 6h às 23h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3251-3355.

Publicidade