Educação terá 190 vagas em concurso público autorizado

    Legislativo aprovou mais 130 monitores e 60 professores

    1
    4762
    Publicidade
    Eletrofer
    Coplaspel
    Alessandra Bonilha, dra
    EleService institucional
    Sta Tereza institucional
    Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

    O quadro de funcionários da Secretaria Municipal de Educação poderá ser ampliado em 2018 por meio de concurso público. A pasta recebeu, por meio de votação na Câmara Municipal, autorização para criar 190 novas vagas.

    O processo seletivo deverá ser realizado pela Prefeitura para a contratação de professores PEI (de ensino infantil) e PEB I (ensino fundamental). Serão 130 vagas para monitores de creche, 40 para professor de ensino infantil e 20 para docente de ensino fundamental, para atender ao primeiro ciclo (do 1º ao 5º ano).

    Apesar de ainda não haver data para o certame, o Executivo prepara contratação de motoristas, médicos, guarda-vidas, agentes de trânsito, cuidadores sociais, coletor de lixo e auxiliar de cuidador social.

    A informação não foi divulgada oficialmente pela assessoria de comunicação da Prefeitura. Entretanto, a equipe da administração compartilhou a informação por meio de rede social, juntamente com detalhes, como valor dos vencimentos.

    Para as vagas aprovadas pela Câmara, o Executivo prevê pagamento de R$ 7,18 por hora/aula aos professores de ensino infantil e de R$ 13,68 aos do ensino fundamental. Já o vencimento dos monitores será de R$ 1.013,40.

    Publicidade
    EleService institucional
    Eletrofer
    Coplaspel
    Alessandra Bonilha, dra
    Sta Tereza institucional

    Durante a segunda discussão do projeto, na Câmara, o vereador Nilto José Alves (PMDB) ocupou a tribuna para fazer uma ressalva. Ele alegou que os vereadores aprovaram, duas semanas antes, reajuste de 1% para o funcionalismo, com base na argumentação de que percentual maior poderia prejudicar as finanças.

    “A minha preocupação é que temos aumento de mais contratações no cargo efetivo da Prefeitura. Se há uma semana estávamos sendo justificados que se aumento fosse um pouco maior estouraria o Orçamento, como vamos aprovar mais 190 cargos?”, apontou.

    O vereador Luís Donizetti Vaz Júnior (PSDB) informou a Alves que os salários seriam pagos com recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

    Em aparte, Rodnei Rocha (PTB) declarou que os vereadores não haviam aprovado reajuste, mas, sim, avalizaram o acordo firmado pelos funcionários com o Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Tatuí e Região) em assembleia. “Não era nossa responsabilidade”, reiterou.

    Respondendo ao comentário do vereador, Eduardo Dade Sallum (PT) disse que discordava do companheiro de Câmara. Ele defende a visão de que houve “arrocho”, e alegou que os parlamentares não são fiscais de sindicato, mas da Prefeitura.

    O petista declarou voto favorável à criação dos cargos, em particular, no quadro da Educação. Disse que “gerar emprego é um dos papéis da municipalidade e que o aumento do quadro vai possibilitar eficiência à administração”.

    Líder do governo municipal, o vereador Antonio Marcos de Abreu (PR) defendeu a proposta. Ele leu a justificativa do projeto, pela qual a Prefeitura argumenta que a criação dos cargos de professor é necessária por conta da expansão e prevendo a melhoria dos serviços públicos.

    Com relação ao cargo de monitor, o Executivo optou por aumentar as vagas para atender à demanda. A Prefeitura informa que atendeu, de janeiro a agosto deste ano, 938 novos estudantes (com matrículas na rede municipal).

    A contratação também seria necessária para compensar a redução da jornada de trabalho, que vigorará em abril de 2018, dos funcionários.

    Ainda em segunda votação, Joaquim Amado Quevedo (PMDB) e Valdeci Antonio de Proença (Podemos) fizeram uso da palavra. Eles declararam voto favorável.

    Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
    Publicidade
    Sta Tereza institucional
    Eletrofer
    EleService institucional
    Alessandra Bonilha, dra
    Coplaspel

    1 COMENTÁRIO

    1. Nossa!!! Que salário de fome é esse para professor???? 7.18 hora/aula???? 900 reais por mês??? É isso que vale o trabalho de um professor de quem estudou e tem nível superior???

    Comments are closed.