Tatuí, 24 de Abr de 2017
Tatui
+18...+30° C
  • Eu escalei o Pinheirão!
  • Bom, ela é uma árvore que está plantada há muito tempo em uma das praças centrais da nossa cidade. Durante 11 dos 12 meses do ano, ela fica ali, imóvel, sem muitos atrativos, calada e vendo a cidade crescer ao seu redor.Novos bairros, novas e muitas casas, novos moradores. E a cidade cada vez mais veloz e mais espalhada. Mas, nada como o tempo para nos lembrar dos inesquecíveis Natais.Ela chegou a ter a altura de 35 metros e ficou...
  • Uma força viva
  • Nosso entrevistado desta semana é o professor Acassil, pessoa que conheço desde a minha infância, talvez, por também ser da família Camargo, parente da minha mãe, Maria Aparecida Voss de Camargo, a qual, depois que casou com o meu pai, professor Diógenes Vieira de Campos, teve o sobrenome mudado para Voss Campos.Além desses laços familiares, sempre o admirei por ser um ser humano presente e participante da vida da cidade...
  • Ah!, bons tempos no ‘Barão de Suruí’
  • Atendendo alguns amigos com quem estudamos no então Instituto de Educação “Barão de Suruí” - ou, como é carinhosamente conhecido, “Barão” -, escrevemos sobre a escola. Vamos tentar colocar no papel um pouco do tempo em que éramos jovens, tempo no qual estudávamos de forma despretensiosa e “sem pensar no amanhã”.Para entrar na primeira série do Ginásio,...
  • De Porangaba para os palcos da vida
  • Nesta semana, o nosso entrevistado é um grande músico, que nasceu em Porangaba e viveu em Tatuí. Foi para São Paulo, onde trabalhou na noite paulistana, e voltou para a nossa cidade, onde se dedica à seresta e ao choro.Como a autobiografia está completa, resolvi apresentá-la a vocês, para que o conheçam. Ele me confessou que, por ter sido músico profissional na noite, o seu relógio biológico acostumou,...
  • Da bola para o microfone
  • Em 1972, a minha banda The Johnnies parou. O pessoal foi estudar fora: o Dirceu se mudou para Piracicaba; o Didi foi trabalhar na Ford, em São Paulo; e o Zé Emílio viajou para Mogi das Cruzes.Eu fui convidado para cantar com o Og Vasconcelos e o New Sound Six, em Cesário Lange. E lá, nessa época, conheci um cara que era bom de bola e muito ágil com os pés. Seu nome: Jorginho Fakri.Em 1980, formei-me em direito e fui trabalhar...
  • Um século à vista
  • Bem, é incrível, neste momento do mundo, cheio de medos, decepções, insegurança, quando a média de vida dos brasileiros beira os 70 anos, nós temos em Tatuí alguns exemplos de pes-soas que já deixaram os 70 anos há muito tempo, que enfrentaram e continuam enfrentando a vida como ela é, cheia de surpresas, ora agradáveis, ora desagradáveis.De repente, toda uma história de família se...
  • Pequeno de tamanho, grande de coração
  • Bem, nesta semana, conversei com o grande amigo, radialista, leiloeiro de animais, cantor, uma pessoa que é uma força viva dentro de Tatuí. Sempre pronto a emprestar o seu talento para as causas sociais. Alegre, apesar dos percalços da vida, sua estatura é pequena, mas o seu coração é do tamanho do mundo.Como radialista e apresentador de eventos ao vivo, tem sido um grande ícone, que mantém viva e acesa a chama do...
  • Tocando corações
  • A entrevistada desta semana é uma amiga, tatuiana da terra, ótima filha, guerreira, determinada, resolutiva, musicista, professora de música e mãe do Jean Luca e Fiore Marcel, entre outros adjetivos qualificativos.E, hoje, como é o Dia das Mães, aproveito para, em seu nome, saudar a todas as mães tatuianas e mundiais. Ela faz da sua profissão um verdadeiro gesto de maternidade, pois o ensinamento e a preocupação com...
  • O pintor naturalista
  • Entrevista com o artista plástico tatuiano Mingão, o Domingos Jacob Filho. O pintor campestre, ou o pintor “country”, pintor rural, ou, ainda, o pintor naturalista.Nossa história remonta os anos 70, quando fomos estudar em São Paulo, ou seja, “fazer o cursinho Objetivo”, que era um dos únicos que existiam na época. E quem era o padrinho oficial dos tatuianos, lá, era o professor Acassil, que sempre dava um jeito...
  • ‘Casos Tatuianos’
  • Meus amigos leitores, mais uma semana, mais um bate-papo com um amigo de longa data. Professor, músico, compositor, contador de causos, no que ele é especialista. Tatuiano da gema e do coração, mas, principalmente, um grande homem e cidadão desta terra.Converso com meu amigo Francisco Antônio Luciano de Campos – já foi Fran Gordo, agora é Fran Campos.Onde você nasceu, dia, mês e ano?Fran – Nascido em...
  • A Cigarra Tatuiana
  • Nesta semana, minha convidada para um bate-papo informal é uma senhora que quem a conhece sabe que a sua vida é cantar, alegrar, sorrir e transformar os momentos da vida das pessoas, mesmo que por alguns segundos, enquanto dura a sua música.Por isso, estive pensando e resolvi batizá-la “A Cigarra Tatuiana”, porque esse inseto é aquele que canta naquelas tardes de verão e, quando se junta aos milhares, forma uma sinfonia de sons e...